O Bota-Fora, promovido pela Secretaria Municipal de Serviços Urbanos (SMSUrb), por meio do Departamento Municipal de Limpeza Urbana (DMLU), segue desta segunda-feira, 2, a sexta-feira, 6, em 11 comunidades.
 
O serviço começa às 8h e tem o objetivo de colaborar com o descarte correto de resíduos que não são recolhidos pelas coletas regulares do DMLU, como eletrodomésticos, móveis e outros objetos de grande volume. No mês de maio, o Bota-Fora recolheu 260 toneladas de materiais em 48 comunidades. Nesta terça-feira, 3, será atendida a comunidade Pitinga (bairro Restinga).
O trabalho é realizado em parceria com os cidadãos das localidades atendidas. Os moradores são orientados a disporem os materiais em frente às suas residências. Se isso não for possível, eles devem depositá-los em lugares de fácil acesso para os caminhões, como na entrada de becos ou em pontos previamente indicados. Além disso, o grupo de educação ambiental do DMLU faz reuniões e distribui materiais informativos em postos de saúde, escolas, comércios locais e também junto a lideranças das regiões. A ação contribui para que os resíduos não sejam descartados incorretamente, gerando focos de lixo e causando transtornos à população, além de evitar problemas à limpeza urbana. 
De acordo com secretário municipal de Serviços Urbanos, Ramiro Rosário, esse tipo de iniciativa ajuda no combate e prevenção de pontos de descarte irregular. “O Bota-Fora possibilita que a população dê a destinação adequada aos resíduos que não são regularmente recolhidos pelas coletas tradicionais, como caliça e restos de obras”, afirma. 
 
Programação:
2/7 (segunda-feira): Chimarrão (bairro Sarandi) e Basílio Pelim (bairro Cavalhada)
3/7 (terça-feira): Pitinga (bairro Restinga)
4/7 (quarta-feira): Nazaré (bairro Sarandi), Chaparal (bairro Campo Novo) e Túnel Verde (bairro Ponta Grossa)
5/7 (quinta-feira): Agrovet (bairro Lomba do Pinheiro)
6/7 (sexta-feira): Unidos (bairro Rubem Berta), União (bairro Jardim Leopoldina), Pelim Conceição (bairro Vila Conceição) e Retiro da Ponta (bairro Ponta Grossa)
 
Bota-Fora em 2018 – No ano de 2018, o projeto Bota-Fora já recolheu 664 toneladas de materiais. Esta iniciativa evita que os resíduos sejam descartados irregularmente nas ruas, prevenindo obstruções de arroios e bocas de lobo, que poderiam causar alagamentos. A saúde pública também é beneficiada, visto que os materiais descartados irregularmente e expostos nas ruas também poderiam favorecer a proliferação de mosquitos e escorpiões.
 
 

Texto de: Laura Maria (estagiária)/Supervisão: Andiara de Freitas
Edição de: Fabiana Kloeckner

Foto: Brayan Martins/PMPA

Deixe um comentário