Dicas para evitar alergias respiratórias

sneeze-814x456

As temperaturas baixas deste ano já nos causa preocupações com a saúde. Quem sofre com alergias, sabe que é no inverno que elas se intensificam e os sintomas como tosse, olhos lacrimejando, dores de cabeça e na região nasal, coriza e espirros acabam sendo constantes. Quase uma rotina! Isso acontece porque o ar se torna mais denso e acaba deixando um número maior de partículas em suspensão no ar, e com a aglomeração de pessoas, principalmente em locais fechados, acabam por proliferar gripes e resfriados. Sinusite, bronquite, enfisema, resfriados, gripe são vilãs a espreita nesta época. Contudo, a asma e a rinite é que são predominantes neste momento. Quem tem crises em outras estações deve redobrar os cuidados. Além disso, deve-se estar atento ao surto de H1N1 em todo o país, não descuidar e nem deixar de seguir as orientações médicas. Então, como ajudar nosso corpo a lidar com tudo isso? Se prevenindo

Sempre deixar o ambiente com alguma ventilação; Lavar as mãos com uma certa freqüência durante o dia;

Beber bastante água para se hidratar, mesmo sem estar com sede;

Usar um lenço ao tossir ou espirrar;

Evitar o contato com pessoas que já estejam doentes; Tentar evitar o acumulo de poeira e ácaro em casa; Colocar mantas, pelúcias, cobertores e até os casacos no sol;

Trocar a roupa de cama pelo menos 2 vezes na semana;

Umidificar as narinas com soro fisiológico;

Evitar locais fechados por longo período sempre que possível;

Usar produtos de limpeza não abrasivos;

Procurar ter em casa um umidificador de ambiente tomando as devidas precauções;

Tentar eliminar, ou diminuir, o uso de cigarro dentro de casa devido a baixa circulação de ar do período;

E o mais necessário, evitar a automedicação e procurar um médico sempre que precisar.

Deixe um comentário