Estação de Bombeiros da Restinga sedia curso de aprimoramento

Fotos: Valtencir Cruz
Veículos foram utilizados para simular uma situação de resgate

O 1º Comando Regional de Bombeiros, através da Seção de Combate a Incêndio da Restinga, realizou na quinta-feira (07/04), uma instrução de capacitação com as técnicas necessárias para resgate em acidentes automobilísticos com utilização de ferramentas especificas.

Participaram da instrução 75 bombeiros militares de todas as Seções de Combate a Incêndio de Porto Alegre e do GBS. Foram 40 alunos e mais 35 convidados de diversas estações da cidade. Ocurso foi ministrado pelo 1º Sargento Vieira que acumula em seu currículo uma experiência adquirida em vários estados do Brasil, além de especialização em resgate veicular na Alemanha.

De acordo com o Sargento Adriano Vargas (a dois anos na Restinga), o desconhecimento de técnicas adequadas na hora do socorro pode levar à morte. Por esta razão, o curso além de ser uma reciclagem, apresenta novas técnicas e novas ferramentas que bem utilizadas agilizam o socorro e aumentam as chances de sobrevivência e diminui o risco de sequelas das vítimas nos acidentes com veículos.

A estação do Corpo de bombeiros da Restinga foi inaugurada em 02 de julho de 1999, fruto do trabalho de uma comissão composta de lideranças da comunidade que fizeram uma campanha “Bombeiros pra TI nga”, mobilizando autoridades e a comunidade, pressionando o Governo do Estado que acabou atendendo às necessidades de uma população que clamava pelo atendimento dos Bombeiros. A comissão foi composta pelas Associações Núcleo Esperança I, Núcleo Esperança II, Associação do Barro Vermelho, Associação dos Moradores da chácara do Banco e Empresa Tinga. O proprietário do Jornal Vitrine, Valtencir Cruz integrou esta comissão, na época representando a Empresa Tinga, na qual era Gerente Operacional. “Tenho orgulho de ter participado de um grupo que dedicou vários dias e noites em reuniões para trazer um equipamento e profissionais que já salvaram tantas vidas na região” disse o jornalista.

Hoje as estações da Restinga e Belém Novo contam com 38 bombeiros e estes utilizam dois caminhões e quatro pick-ups para realizar salvamentos nas regiões da Restinga e Extremo Sul da capital.

Principais ocorrências (de acordo com o 1º Sargento Silvio Luis)

1º – incêndio – em média 18 por mês

2º – Salvamento em acidentes com veículos – em média 15 por mês

3º – Retirada de insetos (especialmente abelhas) – quase que diariamente

Deixe um comentário