Prefeitura mobiliza equipes e monitora previsão de chuva para o fim de semana

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Em reunião da Comissão Permanente de Atuação em Emergência (Copae) na tarde desta terça-feira, 11, realizada no Centro Integrado de Coordenação de Serviços de Porto Alegre (Ceic-POA), o prefeito Sebastião Melo determinou que as equipes de todas as secretarias permaneçam em alerta para a previsão de chuva para este fim de semana.

O Centro de Monitoramento e Alertas da Defesa Civil de Porto Alegre (Cemadec) monitora a possibilidade de uma frente fria que deverá trazer chuva para o Rio Grande do Sul a partir de sexta-feira, 14, pelo Sul do Estado.

Por determinação do prefeito, Porto Alegre irá elaborar um plano de contingência, com medidas preventivas que serão tomadas por órgãos como Departamento Municipal de Água e Esgotos (Dmae), Guarda Municipal e Defesa Civil. A prefeitura já intensificou a limpeza do sistema de drenagem e a desobstrução de bueiros, córregos e arroios. 

“Teremos um plano de emergência mais completo até a quinta-feira. Como medidas iniciais, vamos manter as equipes do Dmae de prontidão em regiões prioritárias como Sarandi, Humaitá, Anchieta e Ilhas, entre outras, e determinar a contratação de mais geradores para manter as casas de bombas, caso se confirme o prognóstico de temporal” – Prefeito Sebastião Melo.

Previsão – Para Porto Alegre e Região Metropolitana, a previsão é de mudança no tempo a partir de sábado, 15, à tarde, com a chegada da chuva, acompanhada de vento forte e chance de granizo. No domingo, 16, conforme a meteorologista Cátia Valente, da Sala de Situação do Estado, a chuva pode se intensificar sobre a Capital, com acumulados de até 110 milímetros ao longo do dia. Ela ressaltou que a precipitação não deve repercutir em elevação no nível do Guaíba, mas sim em alagamentos na área urbana.

Essa condição climática será provocada pela formação de um novo bloqueio atmosférico no Brasil Central, que deve fazer com que frentes frias e instabilidades permaneçam atuando no Sul do país. Cátia explicou que será emitido um aviso na quinta-feira, pela Sala de Situação, atualizando o cenário climático. 

Água e abastecimento – Estão em operação as seis Estações de Tratamento de Água (ETA) de Porto Alegre: Menino Deus, São João, Belém Novo, Tristeza, Moinhos de Vento e Ilhas. Das 23 Estações de Bombeamento de Águas Pluviais (Ebap) existentes, 20 estão ligadas.

O Dmae já dispõe de 26 geradores instalados junto às casas de bomba, que poderão ser acionados caso falte energia, e está em permanente contato com equipes da CEEE Equatorial para agilizar demandas no fornecimento.

Limpeza – As equipes do Departamento Municipal de Limpeza (DMLU) seguem nas ruas e foram reforçadas em mais 256 garis, somando mais de 1 mil trabalhadores na força-tarefa de recolhimento dos resíduos pós-enchente. Já foram removidas 51 mil toneladas em 300 caminhões e retroescavadeiras, que percorrem diariamente os bairros mais afetados.

A Defesa Civil permanece em alerta monitorando áreas de risco e locais que alagam com maior frequência. Caso necessário, emitirá alerta preventivo e agirá nos casos que necessitem remoção de moradores.

Emergências – Ligar para a Defesa Civil (199) ou Corpo de Bombeiros (193).

Imagem: Reprodução/Twitter