Depois de anos de muita luta dos moradores, das associações e instituições da Restinga e do Extremo Sul, finalmente está sendo implementado um Centro de Atenção Psicossocial para a comunidade.

       O serviço que será destinado a pessoas com problemas de saúde mental vinculado ao uso de drogas, entrará em funcionamento ainda no mês de março de 2019 e já tem endereço: Av. João Antônio da Silveira nº 440. Quem passa por ali pode observar que a casa já está em reforma. E mais do que a reforma do espaço físico, o CAPS AD III já se faz presente, mesmo antes da abertura das portas e do início do trabalho de acolhimento e cuidado das pessoas. Uma equipe precursora já está em atividade, fazendo uma agenda de articulação com outros serviços da área da saúde, da assistência social, da educação, da proteção, da segurança, da cultura, do comércio local, enfim, costurando as necessárias relações com uma ampla gama de instituições, lideranças e atores das comunidades.

frente - versão restinga_site O que evidencia que a proposta do CAPS AD III Restinga/Extremo Sul é de uma construção coletiva, não só pensando na recuperação, mas também na prevenção e promoção da saúde mental das pessoas, no cuidado em liberdade, no respeito às diversidades e na promoção da cidadania. No sábado (09/03), o nome do serviço será decidido na Pré-Conferência Distrital. Haverá uma urna para votação do nome, a partir de uma lista de possibilidades sugeridas pelos membros do Conselho Distrital de Saúde. O tão sonhado CAPS finalmente está prestes a abrir as portas.

Deixe um comentário